Viagens a dois, Até Marte!
comment 1

A viagem de Van Gogh

Sempre gostei dos seus quadros, lembro-me que muito antes de gostar de museus, já conhecia o quadro dos girassóis, através de um calendário que existia na cozinha da minha mãe.

Agora, que me propus a saber quem é o homem por detrás do quadro, gosto ainda mais…

Vincent_Willem_van_Gogh_128

Sunflowers

No passado mês de Março, o turismo Holandês em parceria com a Expedia, promoveu uma campanha intitulada “Seguindo as pegadas de Van Gogh” #Vangogh2015.

Van Gogh morreu há 125 anos mas a sua obra continua tão presente e atual.

Os museus, as paisagens, as pinturas e os pensamentos, que acompanham a sua viagem pela vida,  revelam-no como uma pessoa fora de série.

Vicent Van Gogh viveu apenas 37 anos (a minha idade), tendo nascido numa familia ensombrada pela morte do primeiro filho no nascimento, a quem lhe tinha sido atribuido o seu nome, Vicent.

Mais tarde, nasceu o seu irmão Theo que foi também o seu melhor amigo e companheiro.

Começou a pintar aos 27 anos. Suicidou-se aos 37. Durante 10 anos pintou cerca de 900 quadros e escreveu mais de 800 cartas, deixando um espólio de criatividade e talento que só foi reconhecido após a morte.

Durante a sua vida apenas vendeu um quadro: “Os descacadores de batatas”, a maior parte, das outras obras, trocava por comida e alojamento.

The_Potato_Eaters_-_My_Dream - Wikimedia.org

The Potato-eaters

Louco ou génio?  Uma mistura dos dois com certeza mas com uma sensibilidade de outro mundo que fez dele uma personalidade inesquecível.

Por onde andou?

Amsterdão , Neunen, Paris e Auvers-sur-Oise, entre outras cidades tal como, Borinage na Bélgica, onde trabalhava como Padre e de onde foi expulso por “excesso de zelo “.

Foi assim, que começou a dedicar-se a oferecer felicidade, através da arte.

Conhecido por discutir afincadamente sobre pintura, a ponto de perder amigos, por esse mesmo motivo…

Sofria de epilepsia e depressão, que o levou, por fim, ao suicídio.

Foram estas as ( suas) pegadas que nos propusemos a seguir, nesta viagem:

AMSTERDÃO

“You should in any case, go the museum often”, to his brother Theo

. Van Gogh Museum Paulus Potterstraat 71071CX Amsterdam

Preço:

Adultos 17 euros

Crianças até aos 18 anos grátis

 Van Gogh.

Van Gogh.

NUENEN

É conhecida como  a cidade de Van Goh e fica a cerca de 20 minutos, de autocarro, de Eidhoven e a 1h45m, de comboio, de Amsterdão.

.Vicentre – Van Gogh Village Nuenen Van Gogh Village Nuenen Foundation :

Postbus 1935670 AD Nuenen The Netherlands

Adultos: € 7,00 Crianças 6-17 anos: € 4.00 Crianças até 5 anos: grátis

Podemos fazer um circuito a pé ou de bicicleta através do qual podemos visitar os principais pontos de interesse, com referências aos quadros do artista, inclusivé a casa onde viveu ou a Igreja onde o seu pai era Pastor.

Van Gogh Village Nuenen Preços:

Adultos: € 7,00 Crianças 6-17 years: € 4.00 Crianças até aos 5anos: grátis

Existe também uma ciclovia em tributo ao artista e que se ilumina à noite. Preço: Grátis

Adorei Nuenen, o pôr do Sol, as casas e os campos virgens.

Uma cidade simpática onde se respira arte.

Acabamos o dia num restaurante que fica num moinho outrora retratado num quadro de Van Gogh.

Opwetten Watermill

Opwetten Watermill

A vista do Opwetten Watermill ao pôr do Sol.

vg1

PARIS

Musee D’Orsay. já falei antes deste museu, é provavelmente um dos meus preferidos e tem muitos quadros de Van Gogh.

Paris

“There is but one Paris and however hard living may be here, even the French air clears up the brain and does good – a world of good” Vicent Van Gogh

“I dream my painting and then I paint my dream” Van Gogh.

I often think that the night is more alive and more richly colored than the day.

“I often think that the night is more alive and more richly colored than the day” Van Gogh

AUVERS-SUR-OISE

Auvers-sur-Oise fica a uma hora de carro de Paris e é um verdadeiro encanto.

Parece que retrocedemos no tempo e descobrimos um local que inspira paz e beleza.

Foi nesta cidade que acabou os seus dias. Sente-se uma nostalgia, enorme, ao caminhar naquelas ruas, nos campos para onde se refugiava para pintar,nas flores das amendoeiras contrastando com o azul do céu, na casa do seu psiquiatra e no quarto que alugou e faleceu.

A pensão onde vivia Van Gogh

A pensão onde vivia Van Gogh

Auvers-Sur-Oise

Auvers-Sur-Oise

Ele e seu irmão (que faleceu 6 meses depois) estão lado a lado no cemitério de Auvers, rodeados pelos campos de trigo, onde Vicent pintou o seu último quadro:

“They are vast stretches of wheat under troubled skies, and I did not have to go out of my way very much in order to try to express sadness and extreme loneliness…. I'm fairly sure that these canvases will tell you what I cannot say in words, that is, how healthy and invigorating I find the countryside.” Van Gogh

“They are vast stretches of wheat under troubled skies, and I did not have to go out of my way very much in order to try to express sadness and extreme loneliness…. I’m fairly sure that these canvases will tell you what I cannot say in words, that is, how healthy and invigorating I find the countryside.” Van Gogh

 “What would life be if we had no courage to attempt anything…” – Vincent Van Gogh

Para imprimir alguns dos seus quadros e frases (clique)

Para mais informações procure #vangogh2015

email

1 Comment

  1. Pingback: Paris For two, 40 tips

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.