Da Madeira
comments 38

Guia de Viagem à Madeira – dicas de uma local

travel guide Madeira

Ótimos lugares para visitar, comer, beber e desfrutar; dicas de uma local!

Sunrise by the sea, the best...

Sunrise…

(Eu fiz este guia para um amigo, de um amigo, que veio à Madeira, pela primeira vez, há uns meses atrás. Foi baseado nas minhas preferências pessoais. Eu decidi compartilhá-lo no blog para que possam usá-lo e partilhá-lo como uma ajuda extra para planear a vossa estadia. Espero que gostem e que vos seja útil.)


Uma visita ao Funchal, deve ser, no mínimo, de 3 noites.

Há tanta coisa para ver, provar e desfrutar, que vai ficar com  vontade de voltar para mais, ou pelo menos assim espero, com as minhas dicas 🙂

Se quiser explorar toda a ilha venha, pelo menos, por 6 noites e alugue um carro para tirar o máximo partido do seu tempo.

(Se não gosta de conduzir, há também muitos passeios organizados disponíveis. Pode reservá-los diretamente no turismo, no seu hotel ou online).

Existem muitos taxistas que fazem excursões privadas, os passeios na costa norte são um dos mais populares.

Se é um amante de praia, por favor, inclua uma viagem de um dia ou uma noite de estadia na Ilha de Porto Santo, numa palavra: Paraíso.

(Nota: na Ilha da Madeira vai encontrar rochas calhau” ou areia preta que é típica da sua origem vulcânica, embora possa não ser muito confortável para alcançar a água (leve sapatos de plástico), por isso é que na maioria das praias há  pontões com escadas de fácil acesso ao mar)

Mas antes de começar, há 3 coisas que deve saber sobre a Madeira:
Em primeiro lugar, nós gostamos de turistas e estamos acostumados a ter a sua companhia todo o ano, por isso a maioria dos locais falam uma língua estrangeira, principalmente Inglês.
Em segundo lugar, não confie no tempo. Pode estar um dia ensolarado no Funchal e chover na parte Oeste da Ilha. Nós temos uma ilha tropical e podemos chegar a 500 metros acima do nível do mar em 30 minutos de carro, significa que fica frio rapidamente e embora estando muito perto de África, podemos ter todas as estações num dia. Leve um casaco, se por acaso…
Em terceiro lugar, esteja  preparado para relaxar. Seja pelo clima, o mar, as pessoas, a comida, o vinho ou a beleza natural o descanso é garantido. Não encaixe muitas atrações num  só dia e por favor não vá dar a volta à Ilha num só dia. As estradas estão cheias de curvas…e para tentar ser mais convincente, digo-lhe um segredo;  eu moro aqui há mais de 30 anos e há lugares que eu nunca estive, de modo que mantenha isso em mente ao planear a sua estadia. Apenas porque é uma ilha não significa que tem de  a ver toda de uma vez!

A Madeira é um lugar único para ser descoberto; descontraia e divirta-se!



Onde Dormir:


Booking.com

 

  • Dependendo do seu orçamento e do tipo de experiência que está à procura, há muitas opções à escolha. Deixo-vos com o meu Airbnb e o guia que fiz para os meus hóspedes.travelguidetomadeira
  • E alguns dos meus locais favoritos para ficar na Madeira:
    Porto Bay Hotels and Resorts. (Porto Mare é um dos meus favoritos. Gosto muito do espaço à volta da piscina, jardim, spa, e o excelente serviço ao cliente. Eles também têm um ótimo restaurante italiano chamado Basilico na promenade do lido)
    Choupana Hills (lindos bungallows, spa e restaurante, nas colinas do Funchal, cercado por árvores e belas vistas para o mar)
    The Vine Hotel (design surpreendente pela designer madeirense Nini Andrade Silva internacionalmente aclamada, com o melhor terraço com piscina que eu já vi! Excelente localização na cidade)
    Reid’s Palace, o mais famoso hotel da Madeira, experimente o chá da tarde na varanda e dê uma volta no tempo, sentindo como começou o turimo na Madeira.
  • Fajã dos Padres, bonito, calmo, único. Pequenas casas na praia, numa localização que só pode ser alcançada por barco ou elevador. Fica a 20 minutos do Funchal de carro. Se está à procura de um lugar para fugir e desconectar do mundo é aqui.
    Quintinha São João, uma antiga casa senhorial, onde se sente em casa longe de casa.


Algumas dicas para estadias fora do Funchal:
Na costa sudoeste: Estalagem da Ponta do Sol e a sua piscina de borda infinita
Na costa noroeste: Solar da Bica, nós adoramos.
Na costa sudeste: Casa da Baleia
Na costa nordeste: Quinta do Arco


Onde comer:

Lembre-se destas palavras (ou imprima-as :)) Bolo do cacopão típico com manteiga de alho, Brisa” Maracujá, bebida local com gás, Coral”, a cerveja local, bebida alcoólica poncha” forte, mas deliciosamente fácil de beber, experimente o sabor de maracujá, milho frito em pequenos cubos, lapas, bolo e broas de mel”,  rebuçados de funcho e queijadas  (eu gosto das da Penha d ‘águia).  Se não é vegetariano, pode tentar espetada” carne de vaca numa vara, peixe espada, e bife de atum com molho típico.

(Acabei de referir a comida e bebida mais típica da Madeira, sem faltar, é claro, o inesquecível vinho Madeira, faça uma visita às caves do vinho para uma sessão de degustação).

 Algumas das minhas dicas para restaurantes:
Basilico para italiano
Riso para risotto
Jango para comida típica na cidade velha e
 Atalaia para Pizza (Na Rua Santa Maria, há muitas opções, com muita variedade e preços para todos os bolsos)
Na Rua da Carreira, você pode desfrutar de muitas promoções de almoço no clássico restaurante Londres, que é popular entre locais e turistas. Porções generosas a preços acessíveis.
No largo do Colégio  o Cafe do Museu
Na Estrada Monumental, o Atlantic com um belo terraço à beira-mar e comida ótima.
Fora Funchal a Casa Santo Antonio no Estreito de Camara de Lobos é um dos meus lugares favoritos para uma espetada típica.
Verfifique também esta lista: http://budgettraveller.org/cheap-eats-guide-to-madeira/


O que ver e fazer:

No Funchal:

Tire um dia para caminhar pelo centro da cidade do Funchal, no turismo vão dar-lhe um mapa atracções. Lá também pode reservar os seus passeios, dependendo dos seus interesses. O edifício do Turismo fica junto das caves de Vinho Madeira Blandy’s,  então porque não começar com um brinde para celebrar as suas férias.

Caminhe ao longo da Avenida Arriaga, visite o Teatro e uma das mais antigas lojas de café da cidade, o Ritz. Visite a Catedral, a Câmara Municipal e o Mercado.

Continue caminhando até á zona velha e aprecie as portas pintadas por artistas locais. Vá até ao Socorro, visite a sua Igreja barroca e faça uma pausa na Barreirinha.

Há também autocarros turísticos, Tukxi Tours e segways que fazem excursões nessas áreas.


(Se o tempo permitir, não perca um passeio de barco para ver os golfinhos, mas aprecie a vista da ilha a partir do mar ….Se planear ir para o Porto Santo, deve reservar com antecedência)

 de teleférico até ao Monte, desfrute  do passeio até às montanhas. Para descer tem duas opções; de volta no teleférico  ou nos carros de cesto empurrados pelos “carreiros”, um clássico. Há também uma bela igreja no Monte e jardim tropical para visitar.


Litoral Noroeste: São Vicente (com as suas grutas de lava), via serra d’agua (se não estiver a conduzir, faça uma pausa na Taberna da Poncha, bar de poncha original), Seixal (mini eco bar é um local agradável para relaxar) e Porto Moniz e as suas belas piscinas naturais.
Sudoeste: Câmara de Lobos (icónica cidade de pescadores), Ponta do Sol, Jardim do Mar (visite o restaurante Portinho à beira-mar) e Paul do Mar (não perca o Maktub e  os seus mojitos), são alguns dos meus locais favoritos.
Nordeste: Santana (parque temático) e São Jorge
•Sudeste: Machico (uma praia artificial de areia douradaesta cidade está localizada no maior vale da Madeira) e Caniçal (com a sua Baia d’Abra e o museu da baleia )


Para passear nas Levadas:

cerca de 2.000 km (1.240 milhas) de levadas. Estes canais de drenagem construídos pelo homem, permitem o acesso a pé desde picos das montanhas até ao litoral. Cuidado com alguns dos caminhos pois são difíceis de alcançar e encontrar, talvez possa fazer acompanhar-se de um guia de montanha (www.naturemeetings.com)

Há também uma aplicação chamada Walkme para guiá-lo através das levadas.

Eu recomendaria estes 4 passeios :

1.Queimadas- Caldeirão Verde (5-6h)

2.Ribeiro frio (Balcões) – Portela (4h)

3. Rabaçal- Risco- 25 Fontes (3-4 h), o meu favorito!

4. Pico do Areeiro (Vale a pena ir para sentir o que é estar acima das nuvens! Pode alcançá-lo de carro e se o tempo o permitir, vá a pé até ao Pico Ruivo o pico mais alto da Madeira. Não é adequado para pessoas que sofrem de vertigem e será melhor  fazê-lo com um guia de montanha)


Para Compras

Madeira tem 3 principais shoppings, 2 deles com um cinema (filmes são exibidos na língua original), vendem muitas marcas internacionais populares.

Se está à procura de lembranças aqui vão as minhas dicas:

Para o vinho, sugiro  comprá-lo no aeroporto, por causa das restrições  de líquidos nos aviões. Embora  tenha muito mais opções nas adegas, certifique-se que pode levá-lo no avião.
uma loja chamada MadeiraLovers no aeroporto que tem acessórios originais.

  • Para alimentos e lembranças existem lojas com marcas portuguesas. Uma é chamada Mopi, fica no Armazém do Mercado eles também vendem uma marca chamada Zargo com presentes originais da Madeira.
    Outra opção na cidade, chama-se Mercearia D. Mecia, com alguns produtos locais portugueses.

(Nota: Às vezes, produtos como o bolo de mel, biscoitos ou rebuçados de funcho são muito mais baratos nos supermercados, compare os preços.)

No Armazém do Mercado há uma loja de um designers local chamada Walkingframe:  t-shirts e acessórios originais.
Há na zona velha,uma casa de chá chamada Alfazema e Chocolate (com bolos caseiros e um delicioso chá de gengibre) que vendem também acessórios feitos por locais.


Para tomar um copo ou dançar:

Os meus locais favoritos são Barreirinha Bar Café, Mini eco Bar, Boteco, Copacabana Garden, hole in one (bar irlandês típico), Venda Velha, bar Vintage, Café do Teatro, Marginal, Jam e Vespas discoteca para ficar até  ser madrugada.

Tantas opções e tão pouco tempo, deixe algo para a próxima vez e volte cá novamente 🙂

Tenha umas boas férias!

PS- Visite instagram para mais  inspiração.

Oh Oh Funchal ...

Oh Oh Funchal …



Booking.com



Filed under: Da Madeira

by

This blog talks about the island where I was born and live - Madeira, and my endless journey to discover the world until (one day, who knows) I get to visit Mars.

38 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.