All posts tagged: Madeira

Natal, da Madeira até Marte

O Natal da Madeira até Marte… Há tanto para contar sobre o Natal na Madeira, que nem sei bem por onde começar… À partir de meados de dezembro, as pessoas dão abraços sentidos nas ruas, acompanhados de saudações de “boas festas”. As noites amenas prolongam-se em passeios para ver as “as luzes”, com a família ou amigos. A canja, o cacau e as sandes de carne de vinho e alhos, aquecem manhãs madrugadoras, cheias de afazeres. Batem-se às portas para visitar amigos e vizinhos, para provar os pickles, as cebolas avinagradas, e partilhar receitas de broas e licores. Cantar, comer e beber, mas sobretudo conviver. O Natal na Madeira são as lapinhas, as missas do parto, a noite do mercado, as searinhas, os bolos de mel, os sapatinhos, e todas essas memórias da infância, passadas de pais para filhos. As iluminações nas ruas são do melhor, a começar pelos “carreirinhos” de luzes que se veem nas montanhas desde o cais, e os números do ano, iluminados a cada esquina, desta linda casa que se chama …

Levada Rabaçal Madeira

À procura das cascatas do Rabaçal – uma caminhada nas Levadas da Madeira

À procura das cascatas do Rabaçal – uma caminhada nas Levadas da Madeira No passado mês de Setembro, a Hit the Road Madeira lançou uma nova excursão na Levada do Rabaçal, na parte oeste da Madeira. O objectivo era mostrar aos visitantes as belas cascatas do Rabaçal, longe da mais conhecida e movimentada Levada das 25 fontes. Deixe-me contar mais sobre as Cascatas do Rabaçal … O PICK UP foi às 8:45. O ponto de encontro foi na zona velha do Funchal, perto do teleférico. Eramos um grupo de 4 pessoas, mais o motorista, o Vitor e a guia de montanha, a Lisa. Pelo caminho, paramos na Ponta do Sol para comprar o almoço, numa padaria aconchegante e com preços acessíveis, mas se preferir, pode também optar por trazer o seu próprio “piquenique”. A caminhada percorre 14 km e dura cerca de 5 h 30 m. Os trilhos das Levadas são geralmente irregulares, com raízes, pedras e poças escorregadias. Pode também encontrar troncos de árvores, mesmo acima da sua cabeça.  Tome cuidado e preste atenção às …

Sessões Fotográficas na Madeira

Sessões Fotográficas na Madeira Há uns meses atrás, comecei a ver no Instagram algumas fotos da Madeira, que me captaram a atenção. Havia algo de diferente…a luz, a composição, o estilo, e até mesmo a citação! 🙂   View this post on Instagram Well… I can't keep that in my hard drive. #hadtopost _ On the pic : @kennylkemp _ #madeira #visitmadeira #madeiraisland #postthepeople #portraits_mf #portteaifromtheworkd #awesome #photo #awesomeearth #earthfocus #earthpix #earthofficial #naturephotography #travelawesome #travelworld #Sky #sunset #landscape A post shared by Benjamin BEGIN (@benjamin_artwork) on Apr 14, 2018 at 10:22am PDT Enquanto percorria a galeria, gostei de todas as fotografias, e fiquei curiosa…Quem é Benjamin Begin?   View this post on Instagram As always, pic by @kennylkemp A post shared by Benjamin BEGIN (@benjamin_artwork) on Nov 14, 2017 at 5:18am PST   A biografia indicava o seu site e lá encontrei que fazia sessões de fotografia. Como precisava de novas fotos para o meu Airbnb e arredores (e tinha acabado de receber a t-shirt Walkingframe From Madeira to Mars), estas sessões de fotografia pareceram-me a combinação …

Como fazer “Sonhos”, a receita do meu pai.

Receita de Sonhos, à moda do meu pai. Os sonhos são um dos doces tradicionais do Carnaval na Madeira. Aqui partilho a receita do meu pai: Ingredientes: 1 chávena de farinha (125 gr) 1 chávena de leite (250 ml) 1 colher de café de Sal 1 colher de café de açúcar 2 cascas de limão 1 pau de canela 1 colher de sobremesa de manteiga 3 ovos 1 colher de chá de fermento Modo de Preparação: Numa panela deite o leite, o sal, o açúcar, as cascas de limão, a canela e leve a ferver. No final junte a manteiga. De seguida, deste neste preparado a farinha (peneirada) com o pó royal, mexa bem e reserve. Logo que arrefeça, bata bem a massa juntando os ovos, um de cada vez. Modo de Cozer: Numa panela deite óleo até perfazer uma altura de 6-8 cm. Aqueça e quando estiver quente, junte uma colher de sopa da massa. Assim que começar a fervilhar e a vir à superfície, pode deitar uma a uma as colheradas de massa. …

VOOS DIRETOS DA MADEIRA

Voos diretos da Madeira – Para…?

Hoje falava com uma amiga, sobre os destinos com voos diretos da Madeira. Afinal, quais são os destinos que podemos visitar a partir da Ilha da Madeira, sem ter que fazer escala em Lisboa ou no Porto (ou outra cidade qualquer). Por vezes, torna-se difícil sair da Ilha para novos destinos, devido a esta limitação das escalas. Sobretudo quando viajamos com crianças, o conforto de um voo direto conta muito. Além disso, o tempo escasseia e não queremos perder dias em trânsito, nos aeroportos. Preparei esta tabela, com todos os destinos com voos diretos do Aeroporto da Madeira. Espero que vos ajude a viajar mais rapidamente. Podem consultar aqui a lista de companhias aéreas para cada destino.     Se procura também alojamento, veja as melhores promoções de hotéis e apartamentos no Booking. Booking.com

Milho Cozido, à moda da Madeira, ou da minha mãe :)

Milho Cozido é um prato típico da Ilha da Madeira. É frequentemente encontrado nos restaurantes da região, frito em forma de cubos, como acompanhamento da carne ou peixe. Há quem o compare à Polenta, um prato típico da culinária italiana. Segundo o Elucidário Madeirense, do Padre Fernando Augusto da Silva e Carlos Menezes: “A papa da farinha de milho constitui a base de alimentação de dois terços da população madeirense”. “A cultura do milho é antiga na Madeira, mas foi em 1847 que Laureano da Câmara Falcão, mais conhecido por morgado da Ilha, a desenvolveu nas freguesias de Santana e São Jorge.” “…,e para animar a cultura do milho entre nós, apareceu a lei de 22 de Julho de 1853, que isentou o pagamento dos dízimos do que fosse produzido na terra.” Este prato de papa de milho mantém-se ainda nos nossos dias, e é uma delícia. Aqui fica a receita lá de casa e o vídeo: IMG_1807.TRIM  

5 maneiras de usar o Bordado Madeira

5 maneiras de usar o Bordado Madeira Cresci com o Bordado Madeira. No vestido da minha primeira comunhão, nas toalhas de mesa do meu aniversário, nos lençóis do berço dos meus filhos. A minha mãe sabe bordar e tentou ensinar-me, mas sem sucesso. Os tempos eram outros e existiam muitas distrações… No entanto, aprendi a valorizar o Bordado Madeira, quando percebi quanto tempo, perícia de mãos e devoção existe na construção de cada peça. Cada ponto tem sua ciência, transmitida de mães para filhas, de bordadeira para bordadeira. Adoro os nomes que dão a cada ponto: os “garanitos” (para as inciantes), os pontos sombra, os caseados, as cavacas, os bastidos, as viúvas entre outros. Tocar numa peça de Bordado Madeira é perceber o que significa tradição. É a suavidade do algodão ou do linho e a delicadeza de cada linha puxada por uma agulha trabalhada com saliva e suor. Ser bordadeira foi em tempos o sustento de grande parte das mulheres madeirenses. Não é uma profissão para qualquer um, exige tenacidade, concentração, perfeição e muita …

10 Escapadinhas a não perder na Madeira

10 Escapadinhas a não perder na Madeira   De regresso ao trabalho e já com saudades de uma escapadinha? O sentimento é mútuo…:) Sorte a nossa, viver numa Ilha que é um excelente destino de férias. Como tal, proponho-vos 10 escapadinhas na Madeira para fugir à rotina. Algumas já experimentei, outras quero experimentar. Aqui ficam as minhas sugestões: Vila Cais da Gaivota – Caniçal Quinta das Vinhas – Calheta Atrio – Estreito da Calheta Porto Bay Serra Golf– Santo da Serra Aqua Sea House – Madalena do Mar Casa do Velho Dragoeiro – Porto Santo Solar da Bica – São Vicente Saccharum Hotel Resort & SPA– Calheta Barracão 23 – Porto Santo Hotel Quinta da Serra – Jardim da Serra Boas fugas 😉