All posts filed under: Da Madeira

Natal, da Madeira até Marte

O Natal da Madeira até Marte… Há tanto para contar sobre o Natal na Madeira, que nem sei bem por onde começar… À partir de meados de dezembro, as pessoas dão abraços sentidos nas ruas, acompanhados de saudações de “boas festas”. As noites amenas prolongam-se em passeios para ver as “as luzes”, com a família ou amigos. A canja, o cacau e as sandes de carne de vinho e alhos, aquecem manhãs madrugadoras, cheias de afazeres. Batem-se às portas para visitar amigos e vizinhos, para provar os pickles, as cebolas avinagradas, e partilhar receitas de broas e licores. Cantar, comer e beber, mas sobretudo conviver. O Natal na Madeira são as lapinhas, as missas do parto, a noite do mercado, as searinhas, os bolos de mel, os sapatinhos, e todas essas memórias da infância, passadas de pais para filhos. As iluminações nas ruas são do melhor, a começar pelos “carreirinhos” de luzes que se veem nas montanhas desde o cais, e os números do ano, iluminados a cada esquina, desta linda casa que se chama …

Levada Rabaçal Madeira

À procura das cascatas do Rabaçal – uma caminhada nas Levadas da Madeira

À procura das cascatas do Rabaçal – uma caminhada nas Levadas da Madeira No passado mês de Setembro, a Hit the Road Madeira lançou uma nova excursão na Levada do Rabaçal, na parte oeste da Madeira. O objectivo era mostrar aos visitantes as belas cascatas do Rabaçal, longe da mais conhecida e movimentada Levada das 25 fontes. Deixe-me contar mais sobre as Cascatas do Rabaçal … O PICK UP foi às 8:45. O ponto de encontro foi na zona velha do Funchal, perto do teleférico. Eramos um grupo de 4 pessoas, mais o motorista, o Vitor e a guia de montanha, a Lisa. Pelo caminho, paramos na Ponta do Sol para comprar o almoço, numa padaria aconchegante e com preços acessíveis, mas se preferir, pode também optar por trazer o seu próprio “piquenique”. A caminhada percorre 14 km e dura cerca de 5 h 30 m. Os trilhos das Levadas são geralmente irregulares, com raízes, pedras e poças escorregadias. Pode também encontrar troncos de árvores, mesmo acima da sua cabeça.  Tome cuidado e preste atenção às …

Sessões Fotográficas na Madeira

Sessões Fotográficas na Madeira Há uns meses atrás, comecei a ver no Instagram algumas fotos da Madeira, que me captaram a atenção. Havia algo de diferente…a luz, a composição, o estilo, e até mesmo a citação! 🙂   View this post on Instagram Well… I can't keep that in my hard drive. #hadtopost _ On the pic : @kennylkemp _ #madeira #visitmadeira #madeiraisland #postthepeople #portraits_mf #portteaifromtheworkd #awesome #photo #awesomeearth #earthfocus #earthpix #earthofficial #naturephotography #travelawesome #travelworld #Sky #sunset #landscape A post shared by Benjamin BEGIN 📷 (@benjamin_artwork) on Apr 14, 2018 at 10:22am PDT Enquanto percorria a galeria, gostei de todas as fotografias, e fiquei curiosa…Quem é Benjamin Begin?   View this post on Instagram As always, pic by @kennylkemp A post shared by Benjamin BEGIN 📷 (@benjamin_artwork) on Nov 14, 2017 at 5:18am PST   A biografia indicava o seu site e lá encontrei que fazia sessões de fotografia. Como precisava de novas fotos para o meu Airbnb e arredores (e tinha acabado de receber a t-shirt Walkingframe From Madeira to Mars), estas sessões de fotografia pareceram-me …

As noites dos L estão de volta à Ponta do Sol!

Os Concertos L regressam à Estalagem da Ponta do Sol! Este Festival de Música Independente celebra-se oficialmente há 10 anos, apesar de, até bem antes disso, já se fazerem pequenos ciclos de concertos. Pessoalmente, recordo com muita emoção, os concertos que tive oportunidade de assistir. Fico sempre, agradavelmente, impressionada com o ambiente que aqui se vive…o culto, a descontração e o som que ecoa no vento, no mar e no anfiteatro perfeito que é a Ponta do Sol. Porque devem ir a estes concertos? O Nuno Barcelos, responsável por este festival, deu-nos as respostas:   Concertos L. L porquê?  O nome Concertos L apareceu de um conceito já existente na Estalagem da Ponta do Sol, a L – Community (comunidade de membros da estalagem). L vem de Lifestyle, Leisure, entre outros… O que mais gostas neste Festival? Da liberdade artística, do seu público e do local onde decorre… O não depender de marcas, patrocínios ou modas, permite criar uma programação livre de pressões de qualquer índole, e trazer algo diferente e inovador… Do seu público, porque temos o melhor público …

Como fazer “Sonhos”, a receita do meu pai.

Receita de Sonhos, à moda do meu pai. Os sonhos são um dos doces tradicionais do Carnaval na Madeira. Aqui partilho a receita do meu pai: Ingredientes: 1 chávena de farinha (125 gr) 1 chávena de leite (250 ml) 1 colher de café de Sal 1 colher de café de açúcar 2 cascas de limão 1 pau de canela 1 colher de sobremesa de manteiga 3 ovos 1 colher de chá de fermento Modo de Preparação: Numa panela deite o leite, o sal, o açúcar, as cascas de limão, a canela e leve a ferver. No final junte a manteiga. De seguida, deste neste preparado a farinha (peneirada) com o pó royal, mexa bem e reserve. Logo que arrefeça, bata bem a massa juntando os ovos, um de cada vez. Modo de Cozer: Numa panela deite óleo até perfazer uma altura de 6-8 cm. Aqueça e quando estiver quente, junte uma colher de sopa da massa. Assim que começar a fervilhar e a vir à superfície, pode deitar uma a uma as colheradas de massa. …

5 maneiras de usar o Bordado Madeira

5 maneiras de usar o Bordado Madeira Cresci com o Bordado Madeira. No vestido da minha primeira comunhão, nas toalhas de mesa do meu aniversário, nos lençóis do berço dos meus filhos. A minha mãe sabe bordar e tentou ensinar-me, mas sem sucesso. Os tempos eram outros e existiam muitas distrações… No entanto, aprendi a valorizar o Bordado Madeira, quando percebi quanto tempo, perícia de mãos e devoção existe na construção de cada peça. Cada ponto tem sua ciência, transmitida de mães para filhas, de bordadeira para bordadeira. Adoro os nomes que dão a cada ponto: os “garanitos” (para as inciantes), os pontos sombra, os caseados, as cavacas, os bastidos, as viúvas entre outros. Tocar numa peça de Bordado Madeira é perceber o que significa tradição. É a suavidade do algodão ou do linho e a delicadeza de cada linha puxada por uma agulha trabalhada com saliva e suor. Ser bordadeira foi em tempos o sustento de grande parte das mulheres madeirenses. Não é uma profissão para qualquer um, exige tenacidade, concentração, perfeição e muita …