Year: 2015

Se Santorini falasse…

Se Santorini falasse, contava-vos que aqui a vida é azul, celeste, da cor do céu, do mar e das 365 cúpulas das igrejas que existem nesta ilha (1 para cada dia do ano). Santorini é o muito que resta da erupção vulcânica, que formou esta enorme caldeira, que parece um lago e à volta da qual, se localizam as pequenas vilas desta ilha. Santorini tem cerca de 15 000 habitantes. A capital da ilha, é Fira. A principal fonte de receita é o turismo e a produção de vinho. Santorini vem do nome Santa Irene, mas o seu nome official é Thera que significa “ a mais linda”. As praias são de areia negra à excepção de duas, uma de areia branca e outra vermelha (dependem da camada geológica a que estão expostas). Fazem-se passeios de barco até à cratera do vulcão. Podemos nadar nas águas vulcânicas, 5 graus mais quentes. Oia é a vila mais antiga, lindíssima mas a abarrotar de gente, sobretudo das excursões que chegam dos cruzeiros, dos casais em Lua de …

Lisboa a 2

  O que fazer em Lisboa? Os meus primos Justi & Roberto passaram recentemente férias em Lisboa; uma semana no Bairro Alto. Esta não foi a primeira vez que foram a Lisboa, já nos dias da universidade lá viveram, mas em diferentes áreas da cidade (Benfica, Avenidas Novas, Graça) mas para eles, nada se compara com a intensidade de viver no centro de Lisboa frenética. Aqui estão as suas sugestões divertidas do que fazer em Lisboa: Dormir em Lisboa: Num Alojamento Local no Bairro Alto, pelo preço, pela centralidade e pela possibilidade de deslocarmo-nos a pé para as zonas onde “tudo acontece” (Príncipe Real, Chiado, Baixa de Lisboa e Cais do Sodré). Existem alguns alojamentos com excelente classificação tal como o Rent4rest, que está bem localizado pois fica numa rua mais calma, porém muito próxima do centro da actividade nocturna. Reserve aqui. Ao contrário do que muitos possam pensar, a zona é muito segura (um amigo emprestou-nos um smart cabriolet, que estacionávamos nas ruas adjacentes, e não sofreu nenhum tipo de vandalismo) e, para além …

Encontro com os Locais – Justi & Roberto

Estes meus primos de estimação, são daqueles casais que me inspiram diariamente. O Roberto é aquele irmão emprestado, o meu primo mais novo (ainda por cima vizinho) que de tão bonzinho que era, fazia o favor de brincar comigo às barbies desde que eu, em troca, jogasse ao Chuckie Egg no Zx Spectrum… Esfolavámos os joelhos a andar de bicicleta na Contrata (Caniço de baixo) e tínhamos o clube dos detetives onde desvendávamos “mistérios inexistentes”- a piada consistia, sobretudo, em fazer os cartões de sócio e determinar por votos em papelinhos dobrados, quem era o Chefe. Depois passaram-se anos, seguimos caminhos diferentes e hoje é com muito orgulho e euforia que assisto aos seus concertos; fabulosos, os Akoustic Junkies. A Justi é daquelas pessoas que se gosta logo à primeira. O seu sorriso, simplicidade, sinceridade e alegria são no mínimo contangiantes. Responsável, determinada e com aquele “saber viver”, são só apenas alguns dos adjectivos que a caracterizam. Gosto tanto de vê-los juntos, na vida, nos concertos, nas viagens ou nos selfies espontâneos. Gostam de passear pela ilha, festejam aniversários e a noite madeirense não seria a …

Diários de Calcutá – A viagem à Índia.

Diários de Calcutá A partida. De sorriso nos lábios, lá parti eu rumo à minha Índia. Já nos tratamos assim, no tom informal. Funchal – Londres – Bombaim – Calcutá. Foram 27 horas de viagem. Chegada a Bombaim. 34 ºC e chove muito. Mesmo ao lado do aeroporto jaz o maior bairro de lata do Mundo. Para quem viu o filme “Quem quer ser milionário”, sabe a que me refiro. Um mar infinito de telhados azuis, “encavalitados” num monte. Os arranha-céus de Bollywood mesmo ao lado. Um país de contrastes, tal como eu esperava. Assim que se sai do avião, sente-se um cheiro molhado, abafado e quente. Depois o ar condicionado encarrega-se de o retocar. Espera-nos uma pausa de 6 horas entre voos. A tentação de sair do aeroporto é muita, mas a chuva e o receio de apanhar muito trânsito e de perder o único voo de ligação do dia, faz-nos recuar e esperar pelo próximo voo. Diários de Calcutá A chegada.   À saída do aeroporto, espera-me uma confusão de táxis amarelos e …

A viagem à Índia, o antes.

Pois é, meus amigos, a grande viagem do Ano, está prestes a começar. Índia. Quando o menciono aos meus amigos, as reações divergem drasticamente. -“Uau adorava, é a viagem da minha vida, que sempre quis fazer.” – “Mas vais em trabalho?!” E se eu respondo que não, fazem uma cara de desilusão e dizem-me (com os olhos): -”Não compreendo.” E tem sido assim, neste vai e vem de emoções que eu própria me revejo, no antecipação desta viagem. Um misto de excitação e algum receio, do que irei encontrar. Nunca estive num País Asiático, logo será um primeiro encontro com uma cultura completamente diferente. Isso entusiasma-me e assusta-me, simultaneamente. Quando se começa a pensar no que levar para a Índia, no que fazer antes da viagem (para evitar doenças), e no que acontece quando se come comida picante (mais de 5 dias de seguida), os conselhos são imensos… Estes foram os que eu dei importância: “Vai à consulta do viajante!” Feito. Foi muito útil, fizeram-me análises e através das mesmas recomendaram-me a vacina da Hepatite, …

Barcelona com Crianças , 5 locais a visitar.

Nas férias da Páscoa, fomos a Barcelona. Durante 2 noites e 2 dias percorremos a pé o Passeig de Gràcia, andamos de avião, autocarro “descapotável com auscultadores” de metro, de funicular e de taxi amarelo…foram muitos os transportes, cada um com o seu encanto. Confesso que, muitas vezes, o colo e as cavalitas foram o melhor remédio para uns pezinhos mal habituados a andar, mas a aventura, a alegria e as recordações que nasceram naquelas cabecinhas, ficarão com eles e comigo para sempre. Aqui ficam, os nossos 5 locais a visitar em Barcelona com crianças: ( se quiserem adicionar mais alguns à lista , por favor, fiquem à vontade) 1. Gaudi, contem-lhes a história da Sagrada Família… Que há uma igreja em Barcelona que está por acabar. Que há cerca de 100 anos que está a ser construída, começada por Antoni Gaudi, um dos arquitetos mais famosos do Mundo, um génio que construía casas “muito loucas” com paredes onduladas e formas estranhas e que dedicou grande parte da sua vida a esta igreja, acabando por gastar todo o …

MSC cruzeiro

Um cruzeiro MSC no Mediterrâneo

No ano passado, fiz um cruzeiro com a minha família no Mediterrâneo. O budgettraveller pediu-me na altura para partilhar a experiência no seu blog com algumas questões pertinentes. Achei que seria útil partilhar a versão portuguesa do artigo convosco. Gostaria muito de ouvir a vossa opinião. Se tiverem feito um cruzeiro recentemente ou se estão a considerar fazê-lo no próximo futuro, por favor, deixem um comentário. Como descreve a tua experiência num cruzeiro pela primeira vez? Emocionante! Descobrir o que está dentro desse navio gigante que flutua no mar Mediterrânico é uma aventura, por si só. O nosso porto de partida foi Barcelona, que é um destino turístico fantástico. Passamos 3 dias inesquecíveis na cidade (leia aqui), ficamos com pena de deixá-la. O cruzeiro passou por algumas cidades do Mediterrâneo – França (Marseille), Itália (Génova, Nápoles e Messina) e Tunis (La Goulette) Depois de passar por alguns procedimentos de embarque (que incluem uma foto ao leme, tirada por um fotógrafo profissional), colocam-nos as pulseiras e entregam-nos os cartões de acesso aos quartos. Foi assim que começamos …

drinks in madeira

10 bebidas a provar na Madeira

As bebidas na Madeira são famosas devido ao, mundialmente conhecido, Vinho Madeira. No entanto, nomes como “Poncha”, “Coral”, Laranjada” e “Garoto” dão vontade de enriquecer o vocabulário e o paladar… 1. Vinho Madeira Este é um vinho fortificado produzido na Madeira. Existe o vinho Madeira seco, meio seco ou doce. Pode ser consumido com a sobremesa ou como um aperitivo. Como curiosidade, a Declaração de Independência dos EUA foi assinada em 4 de Julho de 1776 com um brinde de vinho Madeira. Estamos muito orgulhosos do nosso vinho e poderá visitar algumas das caves deste vinho no Funchal, como a D’Oliveiras ou Blandy’s. 2. “Poncha” A produção de cana-de-açúcar foi o motor da economia da Ilha por volta do século 15, quando a ilha se tornou um importante fornecedor de açúcar, que ficou conhecida como “ouro branco”.  Poncha é uma bebida alcoólica tradicional da ilha da Madeira que é feita com cinco ingredientes: de Aguardente de cana (álcool destilado feito a partir da cana de açúcar), colheres de mel, açúcar, limão e sumo de limão . É misturada com uma ferramenta criada …

Da Madeira para Roma…

Visitei Roma pela primeira vez, esta semana. Escrevo-vos do hall do meu Hotel. Está calor, mas os edifícios são antigos, paredes grossas, frescos. O sol entra pela janela e as ruas convidam ao passeio. Roma, a cidade eterna? Cliché ou verdade? Cheguei a Roma com muitas ideias preconcebidas, pelos comentários de amigos que diziam que Roma era ora linda, romântica, encantadora ora cansativa, uma cidade de multidões e onde há filas intermináveis para ver os monumentos. Depois havia os filmes, o humor do Woody Allen em “To Rome with Love” e Dolce Vita, uma Roma a preto e branco e cheia de estilo… Monumentos; Roma é um monumento, toda ela, a cada canto e ruela, há sempre um bocadinho de história para contar e recordar. Roma tem cerca de 2500 anos de historia, fala-se em a.C. (antes de Cristo) e desenvolveu-se devagar, daí que Roma não se vê num dia, nem numa semana, porque fica sempre algo por ver. Talvez seja por isso que surgiu a lenda de atirar uma moeda à Fontana de Trevi; todos querem voltar um dia a Roma. A título de curiosidade: foi no …

Sobre a depressão

Sobre a Depressão Uma depressão, foi isso que tive; uma depressão. Senti necessidade de escrever sobre este tema, porque acho que há imensos tabus à volta da depressão. É a doença que mais afeta a sociedade atual e os antidepressivos, os medicamentos mais vendidos nas Farmácias Portuguesas. Julgo que não há ninguém que não conheça alguém, ou inclusive tenha algum familiar, que sofra de depressão, logo, porque não escrever sobre isso? Parece que não há uma forma exata de definir as causas de uma depressão, no entanto existem muitas formas de se manifestar, e sim, é uma doença. A parte do corpo que adoece, não é a perna, o intestino ou o fígado, é o cérebro, tão simples como isso. Tenho conhecido muitas pessoas que contactam com a depressão, doença essa, que me levou a fazer algumas mudanças na minha vida. Como todas as escolhas na vida, as mudanças têm sempre dois lados, perdem-se umas coisas, ganham-se outras. Da minha experiência pessoal, aprendi que: A depressão é uma doença associada a um desequilíbrio de certas …