Encontro com locais, Fotos e pensamentos
Leave a comment

Sessões Fotográficas na Madeira

Sessões Fotográficas na Madeira

Há uns meses atrás, comecei a ver no Instagram algumas fotos da Madeira, que me captaram a atenção. Havia algo de diferente…a luz, a composição, o estilo, e até mesmo a citação! 🙂

 

Enquanto percorria a galeria, gostei de todas as fotografias, e fiquei curiosa…Quem é Benjamin Begin?

 

View this post on Instagram

As always, pic by @kennylkemp

A post shared by Benjamin BEGIN 📸 (@benjamin_artwork) on

 

A biografia indicava o seu site e lá encontrei que fazia sessões de fotografia. Como precisava de novas fotos para o meu Airbnb e arredores (e tinha acabado de receber a t-shirt Walkingframe From Madeira to Mars), estas sessões de fotografia pareceram-me a combinação perfeita.

 

 

Enviei-lhe uma mensagem direta no Instagram e foi assim que nos encontramos. Marcamos um café (a pré-entrevista), e disse-lhe o que pretendia das fotografias. Escolhemos o local, hora e data para a sessão de fotos. Mostrei também alguns exemplos de fotos que gosto. Ele perguntou-me exatamente o que procurava em termos de estilo e cenário das fotografias, e até mesmo o quão confortável me sentia do outro lado da lente.
Enviei-lhe os locais que queria fotografar, com antecedência, para planear melhor o nosso tempo.

Concordei em fazer a sessão de meio dia, pode verificar aqui os preços.

O Benjamin põe-nos logo à vontade em frente da máquina fotográfica, sem poses, e num ambiente descontraído. Percorremos um local de cada vez, sem pressa, mas tentando aproveitar ao máximo, o que cada sítio tinha para dar. O mais importante é que passamos um bom momento, numa manhã divertida. A sessão terminou com um café no Legs Eleven (adoro este lugar e seu logotipo) e troca de ideias sobre redes sociais.

 

Quando recebi as minhas fotografias, fiquei muito feliz com o resultado.
Clique aqui para ver as fotos do Airbnb.

Os meus hóspedes do Airbnb dizem que as fotografias e os comentários, foram os aspectos mais determinantes ao reservar o meu apartamento.
Quanto às fotografias nos arredores, além de me ajudarem a promover o apartamento, o meu blog e o Funchal em geral, foram também uma excelente forma de criar boas memórias.
Às vezes esquecemo-nos de que podemos ser viajantes na nossa cidade.

 

A fotografia é uma das minhas paixões, mas também é bom estar do outro lado da lente e partilhar esses momentos com pessoas que sentem o mesmo.

Permitam-me apresentar-vos o Ben:
“Eu sou Ben, nascido em 1985 em Estrasburgo, uma das sete maiores cidades da França, muito tradicional, com o seu centro reconhecido como Património da UNESCO. Estudei marketing e sempre tive um gosto pela arte, sobretudo na área da pintura, quando morava em França. Fazia graffiti e telas antes de passar para a fotografia, o que aconteceu na ilha da Madeira. Vim porque aceitei um emprego, pois o meu melhor amigo criou a sua empresa aqui, em 2009 e solicitou minha ajuda na área de marketing. Comecei a fotografar há 5 anos, por prazer. A fotografia passou rapidamente a ocupar muito espaço na minha vida.

O teu lugar preferido para fotografar na Madeira?
Eu diria fanal, pico do Areeiro e costa norte em geral, mas o lugar não importa realmente. Na fotografia, tudo é luz, e a luz na Madeira é bastante impressionante, especialmente naqueles meses (setembro, outubro, novembro). Gosto de fotografar em qualquer lugar, no momento em que a luz é especial.

Qual é a tua comida / restaurante local favorito?
O prego do Restaurante Balcony, o bar well.com na cidade, e o peixe/marisco.
Eu não gostava muito de peixe antes de vir para a Madeira, mas esta ilha mudou a minha mente, em muitos sentidos.

O teu ponto de encontro?
Mini Eco Bar no Funchal. Gosto tanto de lá estar que até vou sozinho para descontrair ou desfrutar de um bom cocktail, mas na maioria das vezes, sei que vou encontrar alguém que conheço.

Se um amigo vier visitar-te, onde o levarias?
Ao nascer do sol no Pico do Arieiro, com certeza, ou a um dia de surf no Porto da Cruz. A melhor forma de apreciar a Madeira é a incomum, e a escola de surf é muito boa, simpática e profissional ao mesmo tempo. Levava-o também à Levada do Caldeirão Verde, que é para mim a mais “wow” que fiz até agora. Gosto também da Fajã dos Padres. Acho que ainda é um lugar subestimado. O tempo pára por alí, é um lugar especial, gosto por muitas razões.

Viver na Madeira, do que mais gostas?
Com certeza a qualidade de vida, o clima e o fato de eu ter realizado um dos meus sonhos mais antigos (uma fantasia, posso até dizer): ser surfista. Diria que é minha relação com o oceano. Em Estrasburgo morava longe do mar, (apenas via o mar nas férias de verão). Sempre vi o mar como um privilégio, tê-lo à minha frente todos os dias, é algo que já não dispenso.

O que mais sentes falta de França?
Comida e, mais especificamente, QUEIJO!

A tua viagem de sonhos?
Bali sem hesitação e toda a Ásia em geral. O sonho do sonho seria uma longa viagem por toda a Ásia.
Islândia, logo depois.

O teu lema?
O meu lema é não ter um. Não gosto muito de me fixar numa ideia. Gosto de mudar a minha opinião quando é necessário. Mas se tivesse que ter um lema, seria “escuta mais a tua intuição do que as pessoas”. A intuição é algo muito poderoso. Intuição e intenção. Posso ver isso na fotografia. A minha primeira intuição dá-me sempre as melhores fotos. Se ouvirmos muito as pessoas ou tentarmos agradá-las, nunca fazemos nada.

Por isso, além de dar dicas úteis sobre a Madeira, 🙂 acredito que o Ben é um ótimo fotógrafo, confiável e profissional, além de uma boa pessoa para conhecer. Não hesite em reservar uma das suas sessões fotográficas na Madeira. Pode também acompanhar o seu trabalho no Instagram.

 

Obrigada Ben e boa sorte! 😉

Gostou deste post? Pin it!

Pode também subscrever a minha newsletter e receber artigos mensais diretamente no seu email. Clique aqui para subscrever ♥

 

email

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.