Year: 2013

10 fotos do Natal Madeirense / 10 Xmas traditions in Madeira

Adoro o Natal, admito. Poder partilhá-lo com aqueles que mais gosto é um luxo, um verdadeiro prazer. Gosto de ver as luzes, dos presépios, da carne de vinho e alhos,  de ver “Música no Coração” na tv, com a família à volta, pela milésima vez…da noite do mercado com os amigos, das missas do parto… Por isso, para mim, Natal que é Natal, tem que ser aqui, na Madeira. Com fotografias, canções, vivências, recordacoes, sentimentos e sabores, partilho alguns momentos do Natal 2013. 1.Ver as luzes! / Look at the Xmas Lights Assim que anunciavam o acender das luzes na cidade, metíamo-nos todos no carro, e íamos vê-las. Eu e os meus 2 irmãos, o meu pai e a minha mãe, em silêncio ou com a música que o rádio tocava por entre ahs! e lindo! dávamos voltas na cidade. Começava assim o encanto do natal. Este ano não foi exceção. 2. Decorações de Natal /Xmas decorations  Árvore, presépio, searinhas, lapinha, azevinho, sapatinhos, velas, luzes de exterior, sem esquecer o Pai Natal que trepa à chaminé pela escada… Na …

5 Jardins/Parques a não perder no Funchal

Com o Outono à porta, nada como um passeio no parque para nos tirar de casa e recarregar baterias. Sozinho, a dois, com as crianças, o cão, os amigos ou a família em peso, aqui ficam algumas sugestões dos belos jardins e parques que temos à nossa disposição, inteiramente grátis…o plano é 5 jardins numa estação, toca a aproveitar! 1. Jardim de Santa Luzia   Era a antiga fábrica de açucar do Hinton com a sua enorme Torre a fazer história. Tem 5 jardins temáticos : o Jardim do Anfiteatro, onde se realiza no Verão o festival cinema ao ar livre, o Jardim Tropical, o Jardim da Água, o Jardim dos Socalcos e o Jardim da Laurissilva, com a vegetação indígena da Madeira, património da Unesco. Tem um café simpático, 2 excelentes parques infantis, um deles com um labirinto para brincar às escondidas…:) Aberto das 8-9h Rua 31 de Janeiro.   2. Jardim da Fortaleza do Pico A Fortaleza do Pico é a protagonista deste parque. O parque infantil é excelente sobretudo para quem tem meninos pequeninos. …

O melhor entardecer da ilha/ The best sunset in the Island

Confesso que naquele dia, me faltava um bom motivo para andar 40 minutos de carro para lá chegar…encontrei dois: tomar um mojito à beira mar e disfrutar de um magnífico pôr do sol. Fica no Paúl do Mar, e chama-se Maktub, o sítio onde encontramos surfistas, locais e turistas, e todo o tipo de boa gente que gosta de Música Reggae e havaianas. O espirito é relaxa…ou como diz na parede, legaliza a vida! Os mojitos são do melhor que há…:) e com tremoços, claro. O ambiente é animado e descontraído assim como toda a decoração, que nos transporta à Jamaica por uns instantes…e claro, aquele mar azul infinito que é bem nosso e através do qual, o Maktub soube mostrar ao Mundo, o que é um pôr do sol que nos põe doidos e nos faz querer lá voltar…           Para saber mais sobre Jardin do Mar e Maktub clique aqui  

Já conhecem a Emília-Romanha?

É considerada uma das zonas mais ricas da Europa e fica no norte de Itália. Compreende cidades entre as quais, Modena (também famosa pelo vinagre balsâmico), Rimini ( famoso local de visitas à beira-mar), Parma (com o seu queijo parmesão) e a capital, Bolonha (onde descobri que o esparguete à bolonhesa é um mito… há sim tagliettelle à Ragu, tortellini e todo o tipo de massas caseiras estupendamente deliciosas…). Bolonha tem sabores inesquecíveis a começar pelo “aperitivo”, uma espécie de “Happy Hour” italiana, que é como ali se começa a noite…a bebida, Lambrusco, a minha preferida, vem acompanhada de um buffet de saladas, pizzas, massas e melão com presunto “prosciutto”… E sim, só se paga a bebida (por volta de 7€). Bolonha é linda, pintada de vermelho tijolo e muito acolhedora. Esta Cidade universitária tem a mais antiga universidade da Europa, é descontraída, bem-disposta e faz-nos sentir em casa, desde o momento em que chegamos… Bolonha tem tudo. História, música, romance, boas lojas, excelente comida, pessoas bonitas e simpáticas. É uma cidade para conhecer a …

A que é que me sabe o Porto Santo…

Cada vez que cá chego o corpo amolece e a cabeça descansa. As memórias são muitas e simbolizam tempos de pura felicidade. Amizade e Amor, descoberta e loucura, família e prazer. Redescubro tudo isso aqui. E reflito… o ambiente é propício. As ondas quebram lentamente na areia e a brisa do mar refresca-nos a pele quente. Ouvem-se os pássaros de dia e os grilos à noite. A areia é dourada e macia. A água é fria quando se entra e morna quando se sai. Os tons de azul turquesa do mar prolongam-se até à linha do horizonte e reflectem-se nos olhos dos meus filhos… Ouvem-se gargalhadas, canções e suspiros de alegria. Andamos pela praia numa suave alternância entre a praia deserta e os bares onde se aglomeram as ” pequenas multidões”. O Porto Santo sabe a figos e uvas e ao bolo do caco quente com manteiga ao pequeno almoço. Sabe a lambecas na vila e a passeios no cais . Sabe a paz. Sabe a férias. Sabe bem. Para mais informações contactar: www.portosantoline.pt  

Palazzio

Uma certa Veneza

Não há palavras nem fotografias que façam justiça à grandiosidade de Veneza… Chegar à Praça de São Marcos é arrebatador. Um caso raro em que a realidade supera o sonho. Digno de princesas e rainhas e muitos turistas! Mas não me incomodam os cliques das máquinas fotográficas ou as corridas desenfreadas para ver tudo o que está na lista… Em Veneza vale tudo. Por becos e pontes, de barco ou a pé, mas obrigatoriamente bem acompanhada ao longo de 117 ilhas separadas por 150 canais…absorvendo o que ela tem para dar. Aqui ficam alguns dos momentos que me fizeram perder o tino…     E quando o cansaço aperta o vapporetto leva-nos de regresso a casa, a cidade é gigante e as luzes reflectem-se nas águas do canal . Tanto pode ser dito…cada monumento, cada praça, cada gondoleiro…mas há que ver para perceber…   Ciau Amore!   Onde fiquei: Generator Hostel A visita guiada que fiz: www.walksofitaly.com Como lá cheguei: Funchal-Porto/ Porto-Bolonha (transavia / Ryanair) Bolonha- Veneza (Comboio regional/ Regional train)

Escapadinha a Londres

Algures de comboio para Londres. Sexta-feira, 4:00 p.m. Cheguei em Londres de comboio desde a Escócia. Chegàmos a estação de metro de Queensway e em apenas 5 minutos chegamos ao hotel. Ruas de Notting Hill Passeando pelas ruas de Notting Hill em direção ao UMI Hotel London, fiquei logo com vontade de ter o meu apartamento privado, num destes bairros londrinos. As crianças saiam da escola, os turistas tiravam fotos ao logotipo do metro, haviam casas alinhadas, pintadas de branco e lá eu estava de frente para a porta do hotel. Era inverno e a neve estava prevista chegar nos próximos dias, mas antecipou-se… Uma entrada calorosa com uma rececionista simpática – senti-me em “casa em Londres”. O lobby do hotel era agradável, com muita luz a entrar nas suas grandes e brilhantes janelas de madeira, que se encontravam também no meu quarto. Também tinham um café / restaurante  que ficava aberto até à noite, para refeições e bebidas. UMI Hotel- quarto O quarto tinha uma confortável cama com lencóis brancos (adoro camas branquinhas…) com …

Solar da Bica – Rural Tourism Retreat

Se procuras um lugar para dormir, longe do ruido da cidade, com um ambiente relaxante, no meio das montanhas… lembra-te deste nome Solar da Bica. Solar da Bica é uma casa de Turismo Rural, no vale de São Vicente, na costa Norte da Madeira. If you’re looking for a place to stay, far from the city buzz, with a relaxed atmosphere and stunning views, remember the name “Solar da Bica” Solar da Bica is a lovely sanctuary in the middle of São Vicente Valley, north coast of Madeira island. Uma antiga casa côr de rosa ( de facto, a única desta cor nas redondezas, por muitos anos, de acordo com memórias de infância) conquistou os seus proprietários que logo quiseram abraçar este projeto. Chegamos ao Solar da Bica ao final do dia, numa sexta feira. Saí do trabalho, fui buscar os miúdos à escola e lá fomos nós. Demoramos cerca de 40 minutos desde o Funchal, nas calmas. Está bem identificado o local. Apesar de estar nevoeiro e chuvoso, assim que lá chegámos soube-nos a …

Começou assim…

Revistas de Viagens – onde tudo começou…Comecei por comprá-las no quiosque mensalmente, depois veio a assinatura anual… Gostava de tudo. A fotografia, o texto, os sítios onde me levava…conseguia viajar através daquelas páginas, imaginava e sonhava acordada… Apaixonei-me…pelas viagens na minha terra, lá fora e na magia de viajar através de imagens, revistas e blogs quanto não podemos estar lá de corpo presente. Espero que consigam sentir um pouco isso  ao lerem este blog…no fundo, nada mais se trata do que a partilha de momentos felizes… Viajando onde a curiosidade me levar…na Madeira ou onde quer que seja… Bem-vindos! Façam o favor de entrar e divirtam-se!