Month: June 2014

Um feriado em Câmara de Lobos

    Num destes feriados fomos até Câmara de Lobos. Estava cheio de sol e turistas. As ruas pedonais, os barcos dos pescadores (xavelhas : o nome dos barcos), as crianças que corriam  ladeira abaixo num carro de rolamentos às gargalhadas… A Igreja vazia, silenciosa e o seu contributo espiritual mesmo no centro da praça, com o som do mar a rolar no calhau e as vozes que conversam nos bares… A poncha com amendoins, as lapas com bolo do caco, as peles queimadas pelo sol dos pescadores, o brilho do mar, o calhau, a baía e o horizonte. Deve haver poucos sítios no Mundo assim tão especiais, não  foi por acaso que inspirou Sir Winston Churchill a retratá-lo quando cá passou. Bom gosto. De carro, a pé pela promenade, de barco ou de autocarro e com votos de um bom fim de semana! Divirtam-se.   Looking for a place to stay in Camara de Lobos?

Quartas-feiras e Sushi

Uma destas quartas-feiras fui, novamente, ao Shu.aka. Para quebrar a rotina da semana, nada como almoçar fora com uma boa conversa e Sashimi. Mas o meu namoro com a comida japonesa não foi sempre assim… Já houve tempos, em que a ideia de comer peixinho cru me “dava arrepios”…até que tive a sorte de ter uma amiga, que me levou a este restaurante, onde passei a compreender a magia da comida japonesa. Fica atrás do Teatro Municipal e de frente para a Avenida (do mar). Procurem pela porta vermelha, rua das fontes 19. (Existe um parque de estacionamento no final da rua) A comida, a decoração, a música e o ambiente são excelentes, quer de dia, quer de noite. Quanto penso em sushi, penso no Shu.aka, tudo dito. (Psst…ao almoço têm menus por 7 euros e inclui uma sopa miso duas entradas e doze peças de sushi feitos na hora com frutas, vegetais e peixe fresco) Gostas de Sushi? Vamos 🙂 br />

Em 12 fotos, Junho

Junho foi um mês de contemplação. Quando encontro tempo e espaço, fico surpreendida com o que vejo diariamente, quando sei olhar “com olhos de ver”… quanta surpresa! 4 exemplos? 1. A ida ao café relógio na Camacha, com o propósito de comprar uma cesta de piquenique transformou-se numa viagem no tempo. Revivi as cestas do lanche que levava para o colégio, as cadeiras redondas de vimes com os pés de ferro da casa da minha avó, entre memórias da minha infância. 2. As minhas corridas na Pontinha e as historias das pinturas no muro, sem esquecer a visita ao forte de São José ( onde nunca tinha ido) e a vista da baía do Funchal que nunca atraiçoa ninguém… 3. A Semana das Artes na Avenida Arriaga, fantástica! Tanta cor e alegria fez-me recordar os passeios a pé nas ramblas de Barcelona. 4. As marchas de São João aqui ao pé de casa (com bolo do caco em vez de sardinhas) e o concerto da Mafalda Veiga em Câmara de lobos, trouxeram Lisboa à lembrança e …

Em 12 Fotos, Maio

Maio, foi longo. 31 dias de trabalho e dedicação à vida. Com dias sim e outros assim assim, com dias difíceis e  outros mais suaves, mas felizmente com saúde e boas surpresas. E porque o que é bom, gosto de guardar, recordar e partilhar, aqui fica em fotografias, Maio.   1.Entorpecidos pelo sol e pelas cores da Primavera, os sábados passaram a incluir um passeio ao Parque de Santa Luzia, a seguir ao almoço, com a companhia da Cookie e uma bola para jogar futebol, passamos uns bons momentos na relva a gozar o sol.